VIVADANÇA Festival Internacional dilui as fronteiras e promove diálogo fluido e coletivo entre linguagens artisticas

Arte de Vânia Medeiros – Foto de João Milet Meirelles – design de Pedro Gaudenz

Depois de Andrea May, Rebeca Matta e Lia Cunha, este ano quem imprime sua arte na marca do festival é Vânia Medeiros (mestre em Arquitetura pela USP) que desenvolve uma pesquisa sobre cartografia e as representações da arquitetura e do espaço urbano na arte e em processos de criação, em colaboração com o público. Seu trabalho se materializa em diversos formatos, especialmente em livros, instalações e intervenções urbanas que ganham o mundo em residências, exposições, festivais e projetos realizados no Brasil, Equador, Alemanha, Argentina, entre outros países.

 

O VIVADANÇA Festival Internacional tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia. É uma realização da Baobá Produções Artísticas.

VIVADANÇA Festival Internacional – 12ª Edição
Cristina Castro – Direção Geral
Bergson Nunes – Coordenação de Produção
Rafael Matos – Coordenação Administrativa

Fonte: Assessoria de Imprensa