Queerentena é a primeira mostra virtual do Museu da Diversidade Sexual

Obra Linn em casa

Como a arte interpreta o mundo no isolamento? Como artistas LGBTI+ se veem na quarentena? No espaço de reclusão eclode uma produção artística que tenta responder essas perguntas. Como de costume é na arte que a humanidade busca compreender o mundo em lockdown. De forma subjetiva, no imaginário, vai construindo arquétipos para confortar, instigar e provocar o expectador, que agora é virtual.

Queerentena é a primeira mostra virtual do Museu da Diversidade Sexual, instituição vinculada à Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, com gestão da Amigos da Arte. São artistas LGBTI+ que, a partir da hermética situação que a pandemia impôs, encontraram formas para criar e discutir, junto com as pautas do cotidiano, a discriminação, a exclusão, o medo, a solidão e a nova vida na era da contaminação.

Confira a exposição

Fonte: Museu da Diversidade Sexual