Museu de Arte Popular Casa do Pontal terá apoio de R$ 4,6 milhões do BNDES

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou apoio de R$ 4,6 milhões à Associação dos Amigos da Arte Popular Brasileira para investimentos no Museu Casa do Pontal, no Rio de Janeiro, considerado o maior museu de arte popular do País e cujo acervo é tombado como patrimônio cultural brasileiro desde 1991.

A operação, com recursos não reembolsáveis por meio Lei Rouanet e do BNDES Fundo Cultural — que representam 94% do total a ser investido no projeto —, contempla a implementação da museologia da nova sede, na Barra da Tijuca, a dinamização de suas atividades durante um ano após a inauguração e consultoria para estruturação de fundo de endowment.

A nova sede da Casa do Pontal, na Barra, possibilitará mais fácil acesso ao público e mais visibilidade para o único museu antropológico no País a permitir uma visão abrangente da vida e da cultura do homem brasileiro. O equipamento ampliará as opções de lazer cultural na Zona Oeste do Rio de Janeiro, que ocupa mais da metade do município e possui poucos espaços para este fim.

A exposição permanente contará com mais de 3.500 obras de alguns dos mais importantes artistas populares do País, muitos dos quais já falecidos, como o pernambucano Mestre Vitalino — maior e mais reconhecido deles —, os cearenses Celestino e Manuel Graciano, o goiano Lunildes e o paranaense Laurentino.

Fonte: BNDES