Lançamento do Livro “Guerreiras” da Pachamama Editora

Lançamento do Livro "Guerreiras" da Pachamama Editora

(imagem divulgação)

Somos Guerreiras.

Não por estimularmos a guerra ou os conflitos, mas por defendermos os nossos, as nossas memórias, a ancestralidade e a nossa própria vida. A mulher indígena não aparece nas estatísticas de pesquisas relacionadas à violência contra a mulher, à presença no ensino superior ou às atividades políticas e sociais. Mas, estamos aqui. Não apenas em uma voz, mas no coletivo, porque essa é a nossa força. E, a partir da nossa união, mudaremos essas realidades.

O Livro Guerreiras é um espaço de diálogo e oralidade e ainda que as palavras estejam escritas; são as vozes dessas mulheres que perpassam o sentido da visão e chegam aos ouvidos. Na arte da escrita, organiza-se o pensamento, mas, a alma de cada mulher presente trouxe vida a esta obra. São mulheres que representam outras mulheres. Milhares de mulheres.

Anambé- Socorro, Aruaque- Mônica (conjunto étnico da Amazônia), Guajajara- Namara Gurupy, Guarani- Ara rete Sandra Benites, Kayapó- Indiara, Kariri- Jane e Andrea, Krikati- Potira, Maraguá-Liliam, Potiguara- Samehy, Puri-Jecy e Xavante-Julia. São onze etnias e treze mulheres, de regiões e estados diferentes, formas culturais distintas, idiomas, histórias, mas tendo em comum a mesma luta e a mesma essência.
(Churiah Puri)

MAis informações: Pachamama Editora