Lançamento do livro Cantos da Floresta

As autoras Magda Pucci e Berenice de Almeida lançam seu mais recente livro, Cantos da Floresta, no Sesc 24 de maio no dia 11 de abril. Durante o lançamento haverá uma roda de conversa com as autoras que contará com a presença da cantora tikuna Djuena mediada pela escritora e jornalista Gabriela Romeu. Este é o primeiro livro sobre músicas indígenas dirigido a professores, educadores musicais e interessados no universo indígena brasileiro.

Trata-se de conteúdo transmídia, que engloba o livro impresso acompanhado de CD com 27 áudios originais, e um site com atividades de contextualização, jogos, brincadeiras, escuta sensibilizadora, dinâmicas didáticas envolvendo as músicas dos povos indígenas a partir de seu complexo sistema cultural, que inclui aspectos materiais e imateriais da cultura tradicional. O protagonismo indígena, bastante forte nos dias de hoje, também é abordado como forma de testemunho da vivacidade dessas culturas, sempre em transformação.

Fartamente ilustrado com imagens de vários fotógrafos, etnógrafos – algumas históricas, outras inéditas – o livro apresenta informações relevantes sobre os Krenak, Paiter Surui, Kambeba, Kaingang, Guarani, Ikolen Gavião, Yudjá, Xavante e povos do Rio Negro e seus aspectos musicais. Com a colaboração de consultores indígenas e de especialistas, as autoras nos conduzem a reflexões sobre o grande desconhecimento da sociedade brasileira em relação aos povos indígenas do Brasil.

Como diz no prefácio a educadora musical Teca Alencar de Brito, professora e pesquisadora no CMU-ECA –USP, “é um convite para mergulhar em outras águas, em outros rios; para escutar sonoridades singulares, de lugares distintos; para abrir olhos, ouvidos e todos os sentidos”! Enfim, para chegar mais perto da cultura indígena e, assim, mais do que aprender, buscar apreender, escutar, respeitar e curtir a riqueza cultural com a qual o trabalho nos brinda”. Ou, como lembra Ailton Krenak, líder indígena, ambientalista e escritor, que também prefacia a obra, trata-se de “um presente para quem tem olhos e ouvidos, indispensável a todas as nossas escolas, espalhadas pelo Brasil”.

Fonte: Página Oficial do Evento