Fabiane Alheira lança, no Rio e em Portugal, seu primeiro romance, “O Homem que Mandava Flores”

Inspirada em situações reais e em vivências de amigas, a carioca Fabiane Alheira lança seu primeiro livro, “O Homem que Mandava Flores”, no Rio e em Portugal. A história de ficção, recheada de misticismo, coincidências, sexo, mulheres, violência moral e crime, inicia em Madri, passa pela Capadócia, Brighton, Londres, Rio de janeiro, Indonésia e Tailândia e narra a relação entre Emma e Luc: ela, uma mulher independente que trabalha numa galeria de arte, e ele, um charmoso sedutor.

“Muito se fala hoje de assédio e abuso sexual. O Homem que Mandava Flores vai além, colocando em pauta a vulnerabilidade da mulher diante da manipulação masculina e da toxicidade de relacionamentos que podem se perpetuar indefinidamente. Trata da temática sobre a manipulação e relacionamentos com sociopatas, onde empatia é algo que não existe. Onde a busca pelo poder e desejo não tem limite. Será que você nunca participou desse jogo?”, questiona a autora.

Formada em Direito, Nutrição e mestre em Ciência dos Alimentos, Fabiane decidiu contar um pouco de suas experiências depois de uma conversa de bar, quando sua vida tinha virado de cabeça para baixo. “Foi uma catarse. Voltei para casa e comecei a escrever as primeiras linhas com o objetivo de mostrar que é muito fácil, sempre, julgar o outro quando não sente a sua dor. O intuito inicial era esse, mas no desenrolar eu acabei tomando gosto pela forma como a história estava sendo contada e permiti que a fantasia conduzisse a trama, não me sentindo mais presa aos fatos, nem à minha realidade”, conta a autora que levou dez meses com temporadas em várias cidades até conseguir dar o ponto final na trama.

Serviço – O Homem que Mandava Flores
Lançamento: 15 de maio (terça-feira)
Horário: Livraria Argumento Leblon – Rua Dias Ferreira, Rio de Janeiro – RJ,

Fonte: Assessoria de Imprensa